1.31.2007

Nossa Senhora da Estrela de Marvão


Porque um dos mais importantes monumentos marvanenses é o Convento de Nossa Senhora da Estrela, sendo esta santa a padroeira deste Concelho, surgiu mais esta criação Catita.

A Lenda

Conta-se que após a batalha de Guadalete, em que foi derrotado Rodrigo, rei dos Visigodos, os habitantes de Marvão, para fugir à ocupação árabe, teriam procurado protecção nas Astúrias. As imagens que não puderam levar consigo terão sido guardadas para evitar a sua profanação.

Entre 1160 e 1164, no ambito da Reconquista, o morro de Marvão voltou de novo a ser considerado território cristão. Diz a lenda que pouco depois, numa noite de brenhas em que um pastor guardava o seu rebanho, este foi surpreendido pelo brilho inaudito de uma estrela, sucesso que se repetiu por várias noites, até que o pastor decidiu subir ao cimo do monte, guiado pela misteriosa luz.

Chegado ao cimo do monte, veio a descobrir, oculta numa pequena gruta, a imagem da senhora, que tinha ficado escondida por 300 anos. Nesse mesmo local foi a Senhora da Estrela venerada até ser construída uma capela e mais tarde todo o Convento.

Vários milagres se atribuem à Senhora Estrelada, a quem também chamam "Vigilante Sentinela" pois por várias vezes terá protegido os Portugueses dos ataques Castelhanos.

O Feriado Municipal de Marvão ocorre a 8 de Setembro, data em que ainda hoje se celebram as Festas de Nossa Senhora da Estrela

A tradição popular

Nossa Senhora da Estrela

Senhora tão pequenina

Comadre da minha mãe

Senhora minha Madrinha

A imagem

Existem várias representações da Nossa Senhora da Estrela de Marvão (iconografia, ex-votos, azulejos, etc...). A todas elas é associadaa representação de estrelas, normalmente tem um manto azul e uma túnica branca. Como atributos surge com estrelas na mão, vestes ou cabeça. Nas vestes e na mão direita pode também apresentar flores, bem como uma coroa na cabeça.

O menino que se segura no braço esquerdo da mãe pode também, à sua semelhança apresentar flores na mão, estar coroado ou ter uma pequena estrela na cabeça.

Esta é a minha versão!!!

Para saber mais ler:

BALESTEROS, Carmen "Apontamentos para a história do Convento de Nossa Senhora da Estrela de Marvão" in Ibn Maruan - Revista Cultural do Concelho de Marvão, nº1, Marvão, Câmara Municipal de Marvão, 1991, p.27 a 57.

1 comentário:

Mil e Uma Missangas disse...

É tão lindaaaa! A história ficou muito mais bonita! :D jinhos